Buscar
  • Sheila Moraes

A descoberta do espírito: a noção nascente de indivíduo e a “mania” divina nas narrativas homéricas

Atualizado: Jan 11




:: A descoberta do espírito: a noção nascente de indivíduo e a “mania” divina nas narrativas homéricas ::


Quando falamos sobre uma ‘descoberta do espírito’, não estamos falando apenas da revelação de uma expressão espiritual de determinado povo ou cultura, mas da própria consciência que o povo ou cultura tem acerca de si. A descoberta do espírito não é a descoberta de alguma divindade que se revela e se impõe sobre nós. Ela é, sim, a descoberta da ação, dos afetos e do pensamento humano, a despeito da imposição divina.


No curso A descoberta do espírito, percorreremos a narrativa homérica em busca das relações, atravessamentos, encontros e diferenças entre divindades, mulheres e homens — o modo como se relacionavam, se moldavam, se impunham e se limitavam. Trataremos das ideias de loucura (oracular e erótica), dos sonhos (divinos e enganosos), das paixões violentas e encolerizadas, do pensamento mágico e da religião olímpica grega, para entendermos, nesse contexto, a origem do pensamento ocidental.



:: E M E N T A ::


1) O Homem na concepção de Homero

- “Canta, ó musa, a cólera de Aquiles” - Paixões violentas nos heróis gregos.

- A proteção da Deusa Atená aos seus favoritos.

- Sonhos e loucura enviados pelos Deuses.


2) A formação do indivíduo feminino

- Mulheres escravizadas: a objetificação das mulheres e a fúria dos Deuses.

- A tentativa de emancipação feminina: o atravessamento erótico de Helena.

- A violência dos deuses contra as mulheres: a loucura profética de Cassandra.


3) A fé nos Deuses Olímpicos – a derrocada do pensamento mágico.

- É possível ou desejável resistir aos deuses? A questão do “livre- arbítrio” e da formação da subjetividade.

- A decadência do pensamento mágico: a derrocada das divindades naturais e a ascensão dos Deuses da cidade.

- O surgimento do Homem Ocidental.



:: Q U A N D O ::


Segundas-feiras, 08 a 22 de fevereiro. Das 19h às 21h.



:: O N D E ::

Plataforma online.

:: I N V E S T I M E N T O ::


- Boleto / transferência: R$270,00

- Cartão de crédito: R$300,00



:: I N S C R I Ç Ã O ::


https://forms.gle/G5zc4CeP6JTcwu5S9



:: P R O F E S S O R A ::

JULIA MYARA é professora e co-fundadora do IPIA – Comunidade de Pensamento.

Também é doutoranda em História da Filosofia Antiga na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), mestra em Filosofia Antiga na PUC-RIO, graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e professora da Pós-graduação Lato sensu em Filosofia Antiga (CCE, PUC-RIO). Atualmente realiza estudos na área de filosofia antiga e do pensamento de Platão, narrativas de pós-morte e catábases e mitologia com ênfase nas figuras femininas nas narrativas sagradas sumérias, gregas e bíblicas. Desenvolve pesquisa nas áreas de estudo de gênero na antiguidade, religiões, narrativas míticas comparadas e retórica.

138 visualizações0 comentário

O uso não autorizado do conteúdo e imagem pertencentes ao IPIA configura violação de propriedade intelectual sujeita a penalidade.