Buscar

Eu vi o amor virar rinoceronte

Kika Hamaoui


"O rinoceronte de D. Manuel I" (2011), de Onik Sahakian

PAUSA PRA PASSAR OS BICHOS

Eu vi o amor virar rinoceronte

Dançar no precipício

Dar uma pausa

Voltar ao início

Eu vi o amor ter forma de gente

Forma de espaço vazio, de taça de vinho

Eu vi o amor na fumaça

Do carro, do cigarro,

Eu vi o amor cada vez mais distante

Pequeno, faz parte

Evaporar junto ao rio

Eu vi o amor no espelho

Enterrado, no fim

Olhei para os céus e clamei o amor

De verdade

É tudo isso, não sei

Na folha eu vejo direito

O tempo todo

A hora que passa

A cada palavra

No ódio, no grito, o amor nunca foi outro monstro

O monstro sou eu

Que mastigo o amor até acabar o gosto

Cuspi o amor no chiclete

Joguei na lixeira

E peguei outro


Kika Hamaoui é autora e roteirista, formada em Filosofia pela Puc-Rio. Publicou os livros "Dois-Mundos de Antônia", "Replexidão", "Teus Navios são Tuas Coragens", "Do Medo do Tempo e outros rugidos" e a história em quadrinhos "Pérola". É roteirista da Rede Globo e atualmente escreve o programa "Zorra". @kikahamaoui

O uso não autorizado do conteúdo e imagem pertencentes ao IPIA configura violação de propriedade intelectual sujeita a penalidade.