Buscar

O instante

Kika Hamaoui

"Criação das Aves" (1957), de Remedios Varo

Me vi assim em uma inércia profunda, algo de irrecuperável pulsava, seria simplesmente um pedaço de vida que afundou, um tempo dispensado no espaço, um pouco menos de flexibilidade, de força, de novidade. Afundei como se uma cama de hospital me obrigasse e um sedativo insistente acompanhasse meu pulso. Não tinha mais os mesmos dentes, meus olhos estavam mais fracos com menor alcance no olhar e algumas poeiras que não desgrudavam. Preciso ir ao oftalmologista, preciso movimentar algo do corpo, a mão, que seja, o coração que parece tão calmo que não se escuta bater. Ao contrário, pensei, o céu escuro era também o Flamengo, Madrid, Nova Iorque, Singapura, o céu tinha uma diversão guardada, eu sabia.


Todas as noites estavam lá. Desde quando a garrafa era viagem e não companhia, desde quando a palavra era uma coisa grudada, maldita e não um bicho dócil, velho, encardido. Me sobrepus, assim como se sobrepõe as verdades, as notas grandes que se trocam nos ônibus, os olhares fluidos e passageiros nas universidades, todas as festas que já aconteceram reunidas em uma só placa: vendem-se sonhos, todos gastos.


Foi quando entendi que o ano acabava, o calor sempre anuncia a urgência e isso não me incomoda. Todas as outras verdades, é claro, me incomodam muitíssimo, mas isso, evidentemente, não. Levantei um pouco mais deserdada do que deitei, tinha em mim uma vontade tátil de me agarrar a algo, um copo cheio de leite e café, um controle que ligasse a televisão em um canal tolerável, um livro que se conversa depois, uma escova para pentear os cabelos embaraçados, mas nada.


Me contive em passar misteriosamente os olhos sobre eles, eram todos os objetos uma prova concreta e inabalável de um crime. Crime esse, que por mais que forçasse a memória, era impossível descobrir qual.




Kika Hamaoui é autora e roteirista, formada em Filosofia pela Puc-Rio. Publicou os livros "Dois-Mundos de Antônia", "Replexidão", "Teus Navios são Tuas Coragens", "Do Medo do Tempo e outros rugidos" e a história em quadrinhos "Pérola". É roteirista da Rede Globo e atualmente escreve o programa "Zorra". @kikahamaoui




O uso não autorizado do conteúdo e imagem pertencentes ao IPIA configura violação de propriedade intelectual sujeita a penalidade.