Buscar

O instante - Parte 2

Kika Hamaoui



Criança geopolítica observando o nascimento do homem novo (1943), de Salvador Dalí.


Eu devia estar repleta de melancolia, mas não percebi. O peso que havia era inútil e muito bem camuflado. Seria a tristeza, herança inevitável da vida que a gente carrega? Ou só mesmo um suspense tímido daqueles que traçam janelas fechadas?


Não percebia. Todo o peso tinha nome claro, tinha outra verdade, outro modo de agir. O fato é que todo amor doía. Os mortos e os vivos. Tenho em mim que cada dor que se sente, cada estômago revirado, cada cabeça explosiva, cada articulação travada é nada mais do que um amor qualquer, desses que se carrega como se carrega o corpo, e por isso terminamos a vida assim, doloridos.


Foi então que me levantei e me dei conta que assim como meus pés tocavam o chão, o meu compromisso era com as palavras e eu não deveria deserda-las. Porque era exatamente isso, um trem desgovernado que segue e tudo que se joga na frente são travessias inexplicáveis, outros certificados vencidos e alguns discos da Nina Simone. Mas tudo se joga na frente e nós, como trens que somos, atropelamos.


Uma vez, é claro, que o compromisso se deu com a palavra, todo o resto, e isso inclui a realidade, se torna secundário. Eu não queria, não deveria ser um manifesto, ser somente um manifesto e dado tudo isso, tudo que me esmagava e cercava, não me restava muitas opções a não ser empurrar um pé na frente do outro constatando o corpo e a gravidade, encarar os olhos como guias que dizem segue por este espaço ou outro, caminhar lentamente até a porta com as chaves nas mãos, abrir a porta, sentir o ar que é amplo quando se respira fora e encarar qualquer coisa inevitável, como a fumaça de um ônibus que entope nossas narinas ou até mesmo, quem sabe, a própria vida.




Kika Hamaoui é autora e roteirista, formada em Filosofia pela Puc-Rio. Publicou os livros "Dois-Mundos de Antônia", "Replexidão", "Teus Navios são Tuas Coragens", "Do Medo do Tempo e outros rugidos" e a história em quadrinhos "Pérola". É roteirista da Rede Globo e atualmente escreve o programa "Zorra". @kikahamaoui

O uso não autorizado do conteúdo e imagem pertencentes ao IPIA configura violação de propriedade intelectual sujeita a penalidade.