Buscar

Psicanálise e quotidiano - módulo 2 (seminário online e gratuito)

Atualizado: há 6 horas



IPIA comunidade de pensamento tem o orgulho de anunciar a parceria com a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Através da Escola de Extensão da UNIRIO, as duas instituições realizam juntas o seminário Psicanálise e quotidiano, gratuito e online.

:: Psicanálise contemporânea em perspectiva ::

"Mas algo

Obriga-me a esta aventura infinita

Insensata e antiga, e continuo

A buscar todo o tempo que dura a noite

O outro tigre, o que não está no poema."

J.L Borges

Como, na contemporaneidade, a psicanálise pensa os pacientes ditos “difíceis”? Desde meados da segunda metade do século passado, diversos autores, a partir dos passos de Freud, perceberam que seria necessário ampliar as reflexões psicanalíticas em torno do alcance e manejo clínico de certos casos, que apontavam para além das definições clássicas - histeria, neurose obsessiva perversão e psicose.

Com apresentações clínicas "mistas", tais pacientes tensionaram a psicanálise a pensar seus limites, os limites da analisabilidade. Pacientes que hoje chegam aos consultórios com diversas queixas: sensações de vazio, ataques de ansiedade, insônia, irritabilidade, ataques de raiva, compulsões alimentares, automutilação, cutting, dores no corpo, borderlines, etc. Muitos fazem uso de psicofármacos, por vezes de forma indevida, com destaque para os ansiolíticos/calmantes e antidepressivos, cada vez mais frequentes no nosso dia-a-dia.

Diante de tal cenário, é necessário continuar pensando a psicanálise em termos contemporâneos, marcada pela possibilidade do diálogo entre diversos autores e escolas e pelo contato com outros saberes, alcançando, quem sabe, com dedicação, a promoção de movimentos expansivos na vida de sujeitos com sofrimentos profundos e latentes.

Esse segundo módulo do Seminário Psicanálise e Quotidiano será ministrado conjuntamente por membros da Formação Freudiana - Escola de Psicanálise.

:: P R O G R A M A ::

  1. Psicanálise contemporânea: uma breve introdução. (Helcio Aranha)

  2. Teoria pulsional: um passeio por Freud, Klein, Bion e Lacan. (Thais Klein).

  3. Teoria das Relação Objetais : de Ferenczi à Winnicott. (Ricardo Parente)

  4. Textos culturais - "Psicologia das massas e análise do Eu": os limites nas massas e no Eu. (Andréa Junqueira)

  5. Reflexões sobre o Trauma: de Freud a Ferenczi. (Alexandre Costa)

  6. A psiquiatria no divã: aproximações e distanciamentos. (Marcelo Cobucci)

:: Q U A N D O ::

Quartas-feiras dias 02/09, 09/09, 16/09, 23/09, 30/9, 07/10, 14/10, 21/10, 28/10, 04/11, 11/11 e 18/11. De 19h às 21h.

:: O N D E ::

Plataforma online.

:: I N S C R I Ç Ã O ::

https://forms.gle/73ky8SYbyTKBiUGM7

:: P R O F E S S O R E S ::


Alexandre Costa

Psicanalista. Coordenador de ensino da Formação Freudiana.


Andrea Junqueira

Psicanalista. Coordenadora geral da Formação Freudiana.


Helcio Aranha

Graduado em Filosofia pelo IFCS/UFRJ. Mestre e Doutor em Teoria Psicanalítica pelo Instituto de Psiclogia/UFRJ. Psicanalista, membro titular, professor e Coordenador de Ensino da Formação Freudiana.


Marcelo Cobucci

Psicanalista. Psiquiatra. Membro titular e Coordenador Clínico da Formação Freudiana.


Ricardo Parente

Psicólogo/Psicanalista. Membro titular e Coordenador Clínico da Formação Freudiana.


Thais Klein

Psicanlista, doutora em saúde coletiva (IMS-UERJ), doutora em teoria psicanalítica (PPGT-UFRJ), membro do Núcleo de Estudos em Psicanálise e Clínica da Contemporaneidade (NEPECC-UFRJ), membro do Grupo de Pesquisas Brasileiro Sandor Ferenczi e membro convidado da Formação Freudiana. Professora do Centro Universitário Augusto Motta (UNISUAM) e da Pós-graduação em Psicanálise e Clínica da Contemporaneidade (UNISUAM). Autora do livro "Angústia e tempo na obra freudiana (Juruá, 2016).



:: R E A L I Z A Ç Ã O ::

IPIA Comunidade de Pensamento;

Escola de Extensão da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO).


465 visualizações

O uso não autorizado do conteúdo e imagem pertencentes ao IPIA configura violação de propriedade intelectual sujeita a penalidade.